domingo, 29 de janeiro de 2017

Vômito

Na sombra amarela do quarto
O sentimento me sobreveio pesado

A tua sombra eu já conheço

Uma vez me pareceu abrigo

Proteção daquilo que queima

Então percebi
A onda escura que me cobria

Cherei o dia e então pude ver

Os raios de sol

Pela brecha da janela

A moça que era contra o sentir já dizia:
- Eu não quero o amor e não quero você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário