sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Apóstrofe

As ondas
Dos eixos
Da sua boca

O pôr do sol
Na ponta
Dos seus dedos

O tom macio
Das nuvens
Na sua garganta

Os relâmpagos
Por trás
De seus olhos

A impetuosidade
Dos teus sinais
Fundos

A cor
Da sua tempestade
Lume

O arfar
Das suas coxas nuas

O escorrer difuso
Da sua vida crua





Nenhum comentário:

Postar um comentário