sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Essa noite eu só queria
Meia dúzia de palavras fáceis
E riso frouxo
Clichê

Me perder
No emaranhado das coisinhas
De cada olhos e de cada ser
De cada cor

Eu queria sorrir grande
Sem perceber
Que a vida se perde
Perdendo tudo, tudo

Olha, menina
Você parece uma fogueira
Ardendo
Queimando
Acesa
Consumindo tudo

Então hoje
Eu queria aqui
Dentro
Mas você não vem
Você não chega
E eu adormeço
E acordo
E o dia passa
E mais outro
E mais um

Eu perdi a conta

2 comentários:

  1. Que palavras belas e fortes você escreveu aqui. Me identifiquei muito com suas palavras, visto os dias atuais que me encontro. É como se os dias fossem passando um atrás do outro, e absolutamente nada se não vazio.
    Gostei muito daqui e visitarei mais vezes!

    Constellation 23

    ResponderExcluir