segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Admiração.

Meu olhar atento
Latente
Não se contém

A fita
- indeiscente e sagaz,
Tentando percebê-la

Ela parece
Ter apreendido (ou aprendido)
A felicidade

Na simplicidade
De ser

Tua alma

Me soa
Um tanto quanto entendida
Da vida que é

E que foi

Desinteressada
No será

Ela parece feliz
Apesar de saber
que sabe doer

Ela é bonita
E delicada

Nebulosa
Mas tão transparente

Humana

Me traz alguma paz
E esperança

Capta o suspiro

Sinaliza que sim
Como quem acredita

Dá a dica

Vale a pena
O destino é prosseguir

Ela pisca

Absorvo
Absolvo

"Boa sorte".

Um comentário: