segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Abstinência.

Eu preciso de um tempo. Preciso de tempo para pensar. Para não pensar. Preciso ficar sozinha.
Sinto que vou te enlouquecer. Uma overdose te matará então tome mais uma dose. É seu destino morrer por mim.
Eu sei que preciso me afastar mas acima disso, te preciso.
Não quero te fazer mal, juro que não. Acontece que sem você, eu passo mal.
Estou te sufocando, eu sei. Mas você tem sido meu ar.
Me desculpe, te quero por perto. Me desculpe! Não consigo viver.
Vamos lá! Mais uma dose! Mais uma dose de nós. Será rápido e indolor.
Vamos lá! Me dê um pouco desse amor. Ele fere mas é tão bom.
Chega de ressentir o passado. Vamos, só mais uma dose.
Eu preciso de você.
Vamos construir um novo mundo, baby. Estou viciada, não consigo parar.
Eu quero estar só, só que ao contrário, eu quero você.
O que eu mais quero é você.
Então que o mundo se acabe, porque eu me perdi pra te ter.
O teu gosto é bom e estou dependente. Vamos, até a última dose.

(2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário